quinta-feira, 26 de abril de 2012

Silêncio

O silêncio é solene
o silêncio é nostalgia
o silêncio é nobre
o silêncio é sabedoria;
no silêncio a gente se recolhe
e entra em sintonia
com a espiritualidade;
o silêncio é necessidade
para se conhecer de verdade!
Denise Flor©
"Reconhecer-se como ser falho,
é o primeiro passo dado
na direção à humildade
e à lapidação do nosso "eu".
Tarefa árdua e constante,
com resultados benéficos
que se manifestarão ao longo
dos nossos dias na terra."
Denise Flor©
Boa noite rapaz
que surpresas me traz
no horizonte desse teu olhar
que fico inebriada à admirar!
Denise Flor©
Às vezes me dói tanto tanto
que lateja-me os olhos
e verte-me o pranto!
Denise Flor©
Anseios - dueto

pensar em você
é entrar na tua sintonia
e capturar-te
pelo meu desejo gostoso,
saudoso de te beijar!

Teus pensamentos
Rondam minha mente
A envolver-me saudoso
Sem deixar ser levado pelo vento,
Os teus beijos quentes
De forma tão permanente.

Denise Flor© & Carlos Neves
Alguns dias

Troco um pouco da minha vivência
por alguns dias de total inexperiência;
Só para variar, seria bom mudar as coisas de lugar;
Recomeçar, reaprender de forma diferente
prestar mais atenção aos detahes,
enfim, reinventar minha vida
com outros propósitos em mente!
Denise Flor©

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Sintonia II

Feche os olhos
serene tua alma,
faça um pedido ao silêncio
busque-me dentro de voce
que eu sentirei,
mesmo á distância
tua doce presença!

Denise Flor ©
Permita-me

Permita-me palmilhar
pelas veredas e clarões
do teu coração
e preenche-lo de
carinho e afeto

Permita-me sentir
tua reciprocidade
alheia à tua vontade
de não se permitir
re-florescer...

Conceda-me o prazer
e encantamento de
ao teu lado poder
estar e sentir-me
plenamente em paz...

Permita-se partilhar,
experimentar novas
sensações e receber
as boas emanações
que só o amor pode dar!

Denise Flor ©

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Encantamento

Extasiada fico a te observar...
Teu rosto de feições suaves
esboçando leve sorriso nos lábios,
olhos que à tudo observa e absorve,
mãos bonitas, delicadas, dispostas à um carinho...
Um jeito todo especial de ser, um homem-menino,
meio sério, meio alegre, às vezes triste...
Voce pra mim é doce encanto e magia,
um acalanto, amor que eu quero tanto!
Fecho meus olhos e te desenho na mente
pois cada traço teu eu sei decór...
Cada gesto, cada olhar, cada sorriso,
eu retenho dentro de mim,
porque eu preciso de voce a todo instante
para continuar a viver feliz assim!

quarta-feira, 18 de abril de 2012



terça-feira, 17 de abril de 2012

"...esse é o impacto que voce me causa,
toda vez que vejo tua imagem estampada
num olhar distraído, ansiando uma chegada! "

Denise Flor©
Mãos que falam

Palavras emocionadas
Da alma extravaza
Sentimentos sensíveis
Despertam para a beleza
Nas escritas declinadas
De emoções que escorrem
pelas mãos delicadas.
Denise Flor©
Espera inútil

Te tanto que te esperei
E voce nunca veio,
Minha vontade cessou
Minha saudade adormeceu
E pra mim agora, voce morreu!
Denise Flor©
Decida-se

Já faz tempo que eu não brigo
Já faz tempo que eu não ligo
Para as tuas ceninhas de ciúmes...
Cansei de perder meu tempo
Tentando encontrar justificativas
Para esse teu comportamento!

Se não se sente seguro comigo
Será melhor resolver esse impasse...

Ou me deixa ser como sou
E agir com naturalidade
Ou não me queira ao seu lado
Para fingir o que não é verdade...
Não sou mulher que age assim!
Então decida-se de uma vez
O que vai fazer a partir de agora
Essa insegurança precisa ter um fim
Cresça, amadureça, ou vá embora!

Denise Flor©
Pesadelo

Já dormi, me revirei, sonhei,
pesadelei e acordei...
Virei pro lado e assustei,
teu lado da cama estava vazio!
Suspirei baixinho e chorei
Reclamei às paredes
Porque te deixaram partir?...
Silêncio total, absurda a tua falta!
Tão órfã do teu amor eu fiquei...
Denise Flor©
No meu olhar

O meu jeito de amar
nota-se pelo meu olhar
quando afago suave o teu rosto
nos beijos repletos de amor
na junção dos nossos corpos...
No afã de desejos sem fim...
Fetiches e fantasias realizados
e renovados todos os dias
por amor ao mesmo homem...
Denise Flor©
Boa noite rapaz
que surpresas me traz
no horizonte desse teu olhar
que fico inebriada à admirar!
Denise Flor©

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Liberdade

Quero sentir a brisa das manhãs
tocando meu rosto corado pelo sol
ao percorrer os campos de girassóis
com meus pés descalços, livres,
assim como as folhas soltas das árvores,
quero me deixar ser acariciada, embalada
pelos sons suaves e lindos da natureza,
obra mágica e infinita da criação.
Corro, sentindo meus pés levitarem
para além da minha imaginação...
Ah...que deliciosa e indescritível sensação!

Denise Flor©
Liberdade

Quero sentir a brisa das manhãs
tocando meu rosto corado pelo sol
ao percorrer os campos de girassóis
com meus pés descalços, livres,
assim como as folhas soltas das árvores,
quero me deixar ser acariciada, embalada
pelos sons suaves e lindos da natureza,
obra mágica e infinita da criação.
Corro, sentindo meus pés levitarem
para além da minha imaginação...
Ah...que deliciosa e indescritível sensação!

Denise Flor©
Lua cheia

Noite de lua cheia
Inspiração, romance
Silêncio e magia...
Suspiros de amor
provocam-me taquicardia!

Denise Flor©
Estrela

Estrela solitária a brilhar
No negror da noite serena
Sua beleza me faz acordada sonhar!

Denise Flor©
"Um gesto de carinho espontâneo é bem mais poderoso  
do que um amontoado de palavras
que não alcançam um coração entristecido."  
                                                               
Denise Flor©
Deixa

Deixa eu te sentir amor
Tira do corpo esse disfarce
Chega manso e veja meus olhos
estão marejados e ansiosos por amar...
Deixa eu sentir ciúme...
é só uma gota num mar de amor!
Deixa eu aspirar o teu perfume
embriagar de vez a minha razão...
Quero voce muito mais que um dia
Quero voce pra toda minha vida!
Nunca tire da minha boca teus beijos
nem do meu corpo teus abraços...
Pense em mim quando eu calo
pense em mim quando eu falo
pense em mim quando eu canto
aos quatro cantos do mundo
como meu amor por voce é profundo!
Vem comigo, vem me acarinhar...
vem sem pressa, mas vem inteiro...
Deixa livre a tua alma para amar...

Denise Flor ©
Saudade

A saudade de voce me chega
através do vento que sopra do mar
das ondas espumantes que beijam a areia...
E nesses momentos de ausência tua
eu escuto o som do meu silêncio
que grita através dos meus olhos
que marejam de sentido pranto!
Contemplo as estrelas rutilantes...
É muita emoção, me oprime o peito!
Suspiro fundo e digo baixinho:
Queria que fosse teu corpo meu leito...
Queria que fossem teus braços meu ninho...

Denise Flor©

domingo, 15 de abril de 2012

Amor

A rrepios de frio e calor
M omentos prazeirosos e felizes
O níricamente encantados
R omanceiam assumidos

Denise Flor©
Muitas

Há muitas "eu" dentro de mim!
cada qual me completa um pedaço:
em verso, inverso, afeto, incômodo,
encanto, alento, desabafo e acalanto...
Sou todas elas ao mesmo tempo
sem nunca antes ter me multiplicado!
Denise Flor©
Regresso

Azul no céu, sol a brilhar
praia deserta, ondas vem me beijar
Deitada sobre a areia morna
meus pensamentos à passear...

Gaivotas entrecortam as nuvens
num silencioso e lindo bailado
entre o céu o sol e o sal...

Alegram meu olhar
que se perdeu no horizonte,
de tanta espera, tanta promessa
vive a suspirar pelo regresso
do seu amor que vem de longe.

Denise Flor©
Oferenda

Vem...
Entrego-te meu corpo
Coração e alma
Como uma oferenda
De amor por ti
À ser celebrada.
Denise Flor©
Vício

Meus olhos ficaram cegos de paixão
desde a primeira vez que eu te vi...
Meus lábios vivem a murmurar teu nome
Minhas mãos viciadas, clamam por ti...
Meu coração inquieto fica à tua espera...
E nesse vício de voce eu me alimento
e vou sobrevivendo à tua ausência...
A minha sombra entristecida me acompanha
pelos cantos da casa e cantos do meu coração...
Meu olhar se perde, fica obliterado,
sem o brilho da tua presença, finda-se minha emoção!

Denise Flor ©
"...Nas idas e vindas
nos encontros e despedidas,
deixo sempre algo
de mim com voce!"

Denise Flor ©
Versos incertos

Saio pela noite à procura de paz.
Chuva parou...
Meus passos curtos, sem pressa,
pisam nas poças d'água e meus versos
antes presos na garganta, agora caem ao chão...

Por mim, passam pessoas pensantes,
mas nenhuma delas pisa nas minhas palavras
que foram deixadas nas calçadas para as almas penadas.
Meus versos incertos um dia servirão de alento...

Denise Flor©
“Meu coração é um altar, onde as letras vem se confessar”
Denise Flor©
Delito

"Nossos olhares se beijando
no ato, flagrados,
em delituoso pecado...
Prisão perpétua para o meu e o teu olhar..."

Denise Flor©
Metamorfose

Meu caminho eu traço
a cada dia,
a cada troca da aurora
pelo anoitecer,
a cada passo eu faço
o compasso pela vida afora...
Mudo meu rumo, mudo endereço
me viro do avesso...

Já comecei outra história!

Denise Flor©
Levitando nos versos
Vou dormir agora
em estado de levitação...
Sublimei meus sentimentos transbordantes
nesses versos que te oferecí.
Belo és tú, vertente imorredoura de poemas...
Palavras não são suficientes
para expressar tudo que está aqui dentro agora,
em plena ebulição!

Sentindo meu íntimo invadido
de prazer, suspiro, aspiro e respiro
esse tesão que ficou no ar....

Denise Flor©
Grito na noite

Um grito de horror na noite ecoa
no silêncio covarde das falas
no vazio da tristeza das ruas
no íntimo de cada consciência
que por omissão, se cala!

Denise Flor©
Destino

"Eu sabia que te encontraria...
Minha pele toda eriçada sentindo arrepio...
Saí à buscar-te, corpo todo excitado,
transpirado, coração em brasa...
Foi o meu cio que achou tua casa !"

Denise Flor©
Punhal

Eu amei como um coração de menina
Primeiro amor, brilhar de purpurina...
Tua indiferença é o punhal
Que o meu querer, assassinas!

Denise Flor©

sábado, 14 de abril de 2012

Onde mora o teu olhar

Diante do mar, longe da dor
deixo que as ondas me banhem
que o vento me seque
e me leve para além do horizonte
onde mora o teu olhar
e neles descanse
toda minha saudade!

Denise Flor©
Anseios

pensar em voce
é entrar na tua sintonia
e capturar-te
pelo meu desejo gostoso,
saudoso de te beijar!
Denise Flor©
Noite

Noite fria e calma
Nuvens densas ofuscam a lua
Estrelas reluzem à seu favor

Denise Flor©

Não podemos exigir dos outros
O que não doamos de nós mesmos.
Para fazermos a diferença
temos que sublimar nossos defeitos
Aprimorar nossas qualidades
Amar incondicionalmente
Ser tolerante, paciente
Adquirir a compreensão
de que cada um é uma personalidade
e muitas variáveis maneiras de pensar.
Somente através do auto conhecimento
é que conseguiremos nos pacificar.
Denise Flor©
Vidas paralelas

Vidas paralelas
Destinos cruzados
No amar e sofrer envolvidos

Denise Flor©
Nas minhas entranhas

Perpetuei teu toque, teu cheiro,
teu gosto excessivo e másculo
nas minhas entranhas...
Me agito, me permito à esse rebuliço...
Teu corpo todo é desejo, é manhã
que me assanha e arranha sem sangrar.
Ai que delicia, toda essa malícia,
esse jogo escondido no olhar
esse fogo incontido a nos queimar!
Corpos apimentados de desejo e paixão
lançam-se ao prazer, insandecidos de tesão..
Se mordem, se lambem, se contorcem em gozo
Beijos esfomeados, línguas serpenteando,
explorando, céus, infernos, curvas e fendas
paraísos inexplorados, desertos de amor...
Amam-se sem tempo, perdidos nas horas
que passam sem serem notadas.
Dois seres, dois corpos de almas levitadas.

Denise Flor©
Vida e Mar

A vida assim como o mar
é um ir e vir contínuo e de fases,
que sempre trará de volta
aquilo que o tempo apartou
um dia do nosso coração.

Denise Flor©
Beleza d'alma

Tudo de simples e lindo que eu vejo
me faz lembrar voce...

Porque a tua humildade
reflete a beleza que trazes n'alma.

Denise Flor©
Ego

Rosa morena
Prosa é a rosa
Bonita e dengosa
Faceira e vaidosa
Provoca e incendeia
Olhares desejosos
Te tê-la nas mãos
Carinhosas, ansiosas
Amigas, amantes
Possessivas e arrogantes.
Seu desejo
É chamar a atenção
Porque pouco se importa
Se a querem ou não!
Ela só quer se mostrar
E sentir-se desejada.
E ter sua vaidade
de mulher fascinante,
Acariciada!

Denise Flor©
Manhã raiando

Já vem logo manhã
iluminar minhas sombras
que ladeiam meus pensamentos
trazendo um tanto de luz
para clarear o meu dia
e atenuar meu sofrimento.

Denise Flor©
Sou água

Deixa-me livre para ser quem sou
Deixa-me espaço para que eu respire
sem me sentir sufocada
Deixa que me engane de vez em quando
Deixa que eu tente acertar por mim mesma...
Não me pressione nem me prenda
eu acabo fugindo entre teus dedos...
Quando eu achar que chegou a hora
voce será o primeiro a saber que estou pronta.
Quero me saber merecedora,
quero sentir-me segura quando me doar por inteiro...
Sou água, não me mantenha presa,
preciso percorrer, fluir e atingir minha sabedoria,
minha plenitude de mulher.

Denise Flor©
Ao vento...

"Ouço ao longe o sussurro do vento
trazendo pra perto a tua lembrança..
É como poder tocar teu rosto no ar,
sentir tua energia, teu carinho, teu amar...
O vento acompanha teu pensamento,
envolve-me em paz, felicidade e ventura!
Ao vento retorna um beijo meu,
que chegará até voce
como brisa suave embalada em poesia!

Denise Flor©
Aprendendo

"Toda alegria precede uma tristeza...
São coisas que fazem parte da vida.
Em tudo, há o aprendizado constante.
E através da dor, aprendemos muito,
nos fortalecemos e amadurecemos...
O tempo, senhor da razão, balsamiza as feridas
e acomoda as situações, tornando-as mais leves...
E assim, sucedem-se os fatos...
Na escola da vida, somos todos repetentes!"
Denise Flor©
Eternidade

Ao longo das eras
já estava gravado
no tempo e espaço
que nossas almas unas seriam...
já estava previsto
que nossos corpos queimariam
no fogo ardente dessa paixão...
Calor abrasador no meu existir
Traz tua seiva de água viva
à derramar sobre minha chama...
instinto aflorado no brilho da alma
amor que é luz,  uma candeia acesa...
clarão ofuscante que causa cegueira...
Encontro marcado, desejos de vida.
o sentido de tudo, abrange o mundo
quando somos tocados pelo amor!

Denise Flor©

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Viver a vida

Bom é viver com simplicidade e paz
Do que se levar uma vida de aparências
E totalmente vazia de significados.
Lembremo-nos sempre:
Quantidade não é qualidade!

Denise Flor©
Bilhete

Dormindo num sono profundo
Nem percebi quando voce foi embora...
Deve ter saído de mansinho
Só para não me acordar...

Bem mais tarde despertei
Olhei para o lado e sorrí...
Havia um bilhete alí...
Lí, reli, lembrando da noite passada
Agarrei teu travesseiro
Aspirei o teu cheiro e feliz,
Novamente adormecí!

Denise Flor©
Lembrança tua

Dormi e sonhei com voce
Tudo pareceu ser real
Acordei te sentindo ao meu lado!
Denise Flor©
Eu quero

Me pega no colo
Me dá um beijo na boca
Daqueles de tirar o ar...
Depois me joga na cama
E acordada me faça sonhar!
Denise Flor©

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Fundamental

Quando dois seres se amam,
Se respeitam, se querem e se completam
Não basta abraçarem-se os corpos,
Fundamental, abrigarem-se
Um coração no outro coração
E juntos serem um só, em pulsação
Na cadência ritimada do amor correspondido.
Denise Flor©
Teu silêncio sobre nós

Nesses momentos de pausas
entre as nossas falas
Só restou essa saudade
que instalou-se, incômoda no peito.
Recordo com uma certa nostalgia
as muitas lembranças de nossos momentos,
tão alegres, tão especiais e maravilhosos!
É nessas lembranças que encontro o alento
para essa dor que me consome aqui dentro...
Saber de ti, se estás bem...
Nada mais sei agora!
Imerso ainda nos teus conflitos internos,
Permanece o teu silêncio sobre nós.
Certas coisas não serão nunca esquecidas...
Sentimentos e emoções, foram vivenciados
e marcados nas fibras mais íntimas no coração,
nos arcabouços da memória emotiva
e eternizados na nossa alma!

Denise Flor©
Lira celeste

Silêncio....
Um anjo está tocando uma lira celeste
envolvendo o ar em notas etéreas imaculadas
e uma fragrância divina perfuma o ar...

Silêncio...
Sons imaterias penetram
Minha alma que vibra em festa
por tanta leveza e beleza ímpar...

Silêncio...
Sou toda luz agora
Vibrando uníssona com o Universo...
Numa única nota transcendental...
A nota sublime do amor incondicional...

Denise Flor©