domingo, 15 de abril de 2012

Vício

Meus olhos ficaram cegos de paixão
desde a primeira vez que eu te vi...
Meus lábios vivem a murmurar teu nome
Minhas mãos viciadas, clamam por ti...
Meu coração inquieto fica à tua espera...
E nesse vício de voce eu me alimento
e vou sobrevivendo à tua ausência...
A minha sombra entristecida me acompanha
pelos cantos da casa e cantos do meu coração...
Meu olhar se perde, fica obliterado,
sem o brilho da tua presença, finda-se minha emoção!

Denise Flor ©