sexta-feira, 20 de abril de 2012

Permita-me

Permita-me palmilhar
pelas veredas e clarões
do teu coração
e preenche-lo de
carinho e afeto

Permita-me sentir
tua reciprocidade
alheia à tua vontade
de não se permitir
re-florescer...

Conceda-me o prazer
e encantamento de
ao teu lado poder
estar e sentir-me
plenamente em paz...

Permita-se partilhar,
experimentar novas
sensações e receber
as boas emanações
que só o amor pode dar!

Denise Flor ©