quinta-feira, 5 de abril de 2012

Silêncio circunspecto

Esse silêncio circunspecto,
essa ausência de emoção,
Retalha, ferindo meu coração...

A apatia desalentadora
submergiu de suas profundezas
dando vazão às minhas tristezas...

Acomodou-se por hora
A decepção no meu olhar que chora...
Lágrimas pesadas de angústia aflora.

É o meu vazio interior
pedindo ajuda de novo...
Está num nível baixo de amor
e necessita urgente de socorro.

Denise Flor©