sábado, 7 de abril de 2012

Alma exposta

Sou sempre assim
muito transparente...
Minha alma vive exposta
e sujeita às intempéries
dos sentimentos mal resolvidos
das emoções mal consentidas...
Mas eu nunca desisto de buscar
pelo belo, pelo meu afeto ímpar!
Porque se eu não me arriscar
me jogando na vida com tudo,
estou deixando de lado um momento,
um ponto de luz na eternidade,
uma oportunidade única de,
de repente, vivenciar o amor e sonhar!

Denise Flor©